AAEUM
Linkedin
ContactosFacebook
AAEUM
RSS 19 de Setembro de 2017
Notícias Recreativas e Culturais
Data: 2011-05-15
Caminhada Serra Amarela - 29 de Maio

Miguel Torga

Margot Dias, Miguel Torga, André Rocha, Jorge Dias1 e José Fecha2 fotografados nos montes de Vilarinho

A sugestão para esta caminhada é uma homenagem, a um dos escritores que mais escreveu e percorreu a Serra do Gerês. Em 25 de Julho de 1945, Miguel Torga descreveu nos seus Diários um “dia pela Serra Amarela, a percorrer vezeiras, a visitar fojos de lobos e a quebrar a cabeça no enigma de quinze ou vinte casarotas perdidas numa chapada”.

A Serra Amarela é um dos ermos mais perfeitos de Portugal. Situada entre o Gerês e o Lindoso, as suas dobras são largas, fundas e solenes. Sem capelas e sem romarias, cruzam-na os lobos, os javalis e as corças. A praga dos pinheiros oficiais ainda lá não chegou. De maneira que mora nela o sopro claro das livres asas e o riso aberto dos grandes sóis. Não há estradas, senão as da raposa matreira, nem pousadas, senão as cabanas dos pastores. É Portugal nuclear, a Ibéria na sua pureza essencial e granítica. Um pé de azevinho aqui, urzes milenárias acolá, um carvalho numa garganta, nenhum coração de entre o Douro e Minho pode deixar de se sentir aquecido e reconfortado em semelhante chão.”

Saindo de Brufe, umas das aldeias mais bonitas do concelho de Terras de Bouro, subiremos à serra por antigos caminhos que em certos locais apenas se deixam adivinhar pelas mariolas. O percurso percorre depois alguns dos lugares visitados por Miguel Torga: as casarotas, o fojo de Vilarinho, currais de antigas vezeiras e outros vestígios da antiga aldeia de Vilarinho da Furna.

A caminhada fará ainda um pequeno desvio para visitar os vestígios da Casa da Neve. Segundo as fontes históricas, terá sido construída pelos Arcebispos de Braga para fornecimento de gelo. É uma das poucas "casas de neve" existentes em Portugal.

(1) - Jorge Dias, etnólogo português autor de "Vilarinho da Furna, uma aldeia comunitária" (tese de doutoramento de 1944) e de "As Casarotas na Serra da Amarela: construções megalíticas com uma inscrição"(1946)
(2) - Habitante de Vilarinho da Furna, guia de Miguel Torga em 25 de Julho de 1945

Informação sobre o trilho

mais informação (PDF, 337Kb)

Total AAEUM: 18 km
Quota mínima: 760 metros (Brufe)
Quota máxima: 1359 metros (Louriça)
Tempo estimado: 6h30

Tabela MIDI

 

tabela mide (mais informação)
Duração 5h30  Meio 2
Subida  m Itenerário 3
Descida  m Deslocação 3
Distância 18 Km Esforço 3
Tipo Circular      

Googlemaps para a caminhada

ponto de encontro (Braga): 8h30 Pastelaria Montalegrense 2


Ver Pastelaria Montalegrense num mapa maior

Previsões meteorológicas

Tempo limpo
http://tempo.sapo.pt/local/terras_de_bouro
http://www.freemeteo.com/default.asp?pid=23&la=18&gid=2733584

6. Inscrições

Secretaria da AAEUM (http://www.aaeum.pt/?idc=12)

 

Voltar
Imprimir
Parceiros AAEUM
Universidade do Minho|
Parceiros de Eventos/Serviços
|

MAILLING LIST
Regista-te!
Recebe as nossas informações
Subscrever
Publicidade
Inscrição Novo Sócio